19 de fevereiro de 2018

Se vivêssemos em um lugar normal

Juan Pablo Villalobos

"Lá pelos anos 20 do século passado, quando o governo decidiu que as coisas do céu eram do céu e as da terra, do governo."

"Em seguida, começou a falar da importância do civismo numa época de bagunça axiológica, em que ninguém respeitava as normas de convivência, a começar pelo governo e suas instituições, que só respeitavam as normas da fraude, da demagogia e do roubo."

"São gente com tendência ao desperdício. - Ele tinha razão, estava claríssimo, nós éramos o contrário, gente com tendência à escassez."

"O pior não era ser pobre: o pior era não ter ideia das coisas que se pode fazer com o dinheiro."

"Larga mão de ser idiota - era seu método de persuasão preferido: me chamar de idiota."

"Meu irmão não gostava de ser pobre, mas a pobreza dos peregrinos circundantes não modificava a nossa, no máximo nos classificava como os menos pobres daquele grupo de pobres, e a única coisa que isso provava era que sempre se podia ser mais e mais pobre: ser pobre é um poço sem fundo."

"Estávamos em um desses momentos de falsa urgência, quando parece que é tarde demais para muitas coisas; mas pode o presente ser tarde em relação a alguma coisa? Tudo um maldito exercício autocomplacente de sofistas."

"... disse que ele tinha feito isso para me dar uma lição, que o trabalho mais duro dos ricos era controlar os pobres, garantir que não se rebelassem."

"Os ladrões são eles, que controlam os meios de produção, como diria o vovô Marx."

"Os ricos usam a cadeia como se fosse o cantinho do castigo."

"Haveria eleições no ano seguinte e agora tudo que importava era especular sobre quem seria o novo orquestrador de cataclismos."

"Por isso a gente assistia ao jornal todas as noites: para não baixar a guarda e nos manter na defensiva de maneira permanente."

"Além do mais, como podíamos nos animar se das catorze estações Jesus Cristo perdia em doze? E, como se fosse pouco, quando ele finalmente ganhava já estava morto."

30 de janeiro de 2017



http://www.selebritieshop.com/

26 de julho de 2015

calm,
fitter,
healthier and more productive

24 de junho de 2015


"tu boca no se equivoca
te quiero porque tu boca
sabe gritar rebeldía

...

y por tu rostro sincero
y tu paso vagabundo
y tu llanto por el mundo
porque sos pueblo te quiero"


Mario Benedetti

30 de maio de 2015

Ela Prefere as Uvas Verdes

Jader Pires

“Ela achava que tinha de viver duas vidas. Uma por prazer, naquelas horas de conforto e liberdade em que brincava quase sem roupas depois de me deixar estirado na cama; e outra por falta de coragem, no resto do tempo em que exercitava a arte obrigatória de dissimular.”

"Vivia no tênue limite entre a doçura e a acidez que lhe eram parte ativa e condizente. Não sabia mais de onde era e não via mais qualquer razão de tentar pertencer a algum lugar."

"O cérebro não associava mais a relação tempo/espaço e tomou a decisão que julgava ser a mais prudente para solucionar aquele problema. Pediu licença, foi até seu quarto, apagou a luz e dormiu."

"Naquele momento, o que mais odiava era a inerente condição humana de sofrer por antecipação, de como os seres humanos premeditam toda e qualquer situação para tentar obter a melhor resposta, a melhor ação para todos os momentos. Antecipam os momentos, as conversas, os encontros, a vida, imaginam o final perfeito que, claro, nunca acontece do jeito esperado."

“Mas não foi o congelamento de suas economias que o deixou assim, ruim de coração, mas uma pseudoeducação que o fez crer veementemente no distanciamento das pessoas em prol da propriedade privada.”

“Todas as manhãs tinha que subir aquela rua maldita para mais um dia de açoites. Por isso aquele ânimo salso logo que tirava os pés da cama.”

“Decoraram a casa com motivos de grandes personalidades do mundo pop: um pôster do Radiohead logo na entrada do apartamento, quatro bonecos dos Beatles na estante de livros, ao lado de um Darth Vader travando a eterna batalha contra seu próprio filho, Luke Skywalker. Tinham um quadro do Miró bem em cima do sofá amarelo e uma coleção de discos do Bob Dylan espalhados no chão, perto da vitrola. Embaixo da janela, um aparador dava suporte para alguns vasos de plantas e fotos que trocavam de tempos em tempos com sorrisos encantados, viagens bonitas, experimentos com as câmeras analógicas que compravam sempre que iam a um mercado de pulgas no bairro em que moravam. Ele pintava ao lado da janela e ela assistia séries na televisão.”

“Escondia atrás daqueles olhos macios uma cólera contida pelos anos de sabedoria, que concederam a ele o poder único da dissimulação, o qual ele gentilmente chamava de ‘autocontrole’.”

12 de julho de 2014

Vídeos do Orkut

1. The Killers - Mr. Brightside
2. Fatboy Slim - The Joker
3. Pedra Letícia - Libertas Quae Sera Tamen
4. O Teatro Mágico - Eu Não Sou Chico (Mas Tambem Quero tentar)
5. Queens of the Stone Age - Make It Witchu (acoustic)
6. Chris Cornell - Redemption Song
7. Tiê - Assinado Eu
8. Millencolin - Farewell my hell
9. Belle And Sebastian - Piazza, New York catcher
10. Magic Numbers - I See You See Me
11. Semisonic - Secret Smile
12. Dandy Warhols - Bohemian Like You
13. Kings Of Leon - Use Somebody Live
14. Detonautas - Tênis Roque
15. Forfun - Historia de Verão
16. Hateen - 1997
17. Wolfmother - Vagabond
18. KT Tunstall - Other Side Of The World
19. Chico Buarque - Sem Compromisso - Deixe a Menina

1 de maio de 2014

A Culpa é das Estrelas

John Green

“Senhor, dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar as que posso, e sabedoria para reconhecer a diferença entre elas.“

“Nos dias mais sombrios, o Senhor coloca as melhores pessoas na sua vida.”

“Sem dor, como poderíamos reconhecer o prazer?”

“É suficiente dizer que a existência do brócolis não afeta de forma alguma o gosto do chocolate.”

“As vezes as pessoas não tem noção das promessas que estão fazendo no momento em que as fazem.”

“Mas eu acredito em amor verdadeiro, sabe? Não acho que todo mundo possa continuar tendo dois olhos nem que possa evitar ficar doente, e tal, mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos, até o fim da vida da pessoa.”

“Temo que sua fé tenha sido depositada no lugar errado – mas, para falar a verdade, é isso o que geralmente acontece com a fé.”

“Não que eu não confie em você, é claro, mas não confio em você.”

“Ele terminou comigo na semana passada porque resolveu que no fundo havia algo fundamentalmente incompatível entre nós e que acabaríamos no magoando se continuássemos com o relacionamento. Ele chamou aquilo de término preventivo do namoro.”

“Nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: ‘A culpa, meu caro Bruto, não é de nossas estrelas / mas de nós mesmos’. Fácil falar quando se é um nobre romano (ou Shakespeare!), mas não há qualquer escassez de culpa em meio às nossas estrelas.”

“Fugindo um pouco do assunto, mas que meretriz é o tempo. Nos fode a todos.”

“Direi que morrerás e não se lembrarão do teu passado.”

“Os mortos são visíveis apenas através do terrível olho vigilante da memória. Os vivos, graças aos céus, mantém a capacidade de surpreender e de decepcionar.”

“Quando eu estava na UTI e parecia que ia morrer [...] a mamãe soluçou algo no peito do papai que eu preferiria não ter ouvido, e esperava que ela nunca descobrisse que eu ouvi. Ela falou: ‘Eu vou deixar de ser mãe’. Isso arrasou comigo.”

“Uma questão de princípio pra mim, não comer antes de o sol nascer, simplesmente porque eu não era um camponês russo do século dezenove me alimentando para me fortalecer antes de um dia inteiro de trabalho braçal.”

“ Ficar de pé em fila é uma forma de opressão.”

“Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenas um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.”

“- Vocês sabem que o Dom Pérignon disse depois de inventar o champanhe? – ele perguntou com um sotaque delicioso.
- Não? – falei.
- Ele chamou os outros monges e disse: ‘Venham depressa! Estou bebendo estrelas’.”

“Eu quero que esse risoto de cenoura roxa se transforme numa pessoa para que eu possa levá-la até Las Vegas e me casar com ela.”

“- Ah, eu não ia me importar, Hazel Grace. Seria uma honra ter o coração partido por você.”

“- Eu tenho uma relação churchilliana cm o álcool: posso contar piadas, governar a Inglaterra e fazer o que quiser. Exceto deixar de beber.”

“Quem é tão firme que não possa ser seduzido?”

“O mundo não é uma fábrica de realização de desejos”

“Eu me lembro de quando estava na faculdade, durante uma aula de matemática, uma aula de matemática realmente fantástica dada por uma professora idosa e baixinha. Ela falava de transformações rápidas de Fourier, mas parou no meio de uma frase e disse: ‘Às vezes parece que o universo quer ser notado.’ É nisso que eu acredito. Acredito que o universo quer ser notado. Acho que o universo é, questionavelmente, tendencioso para a consciência, que premia a inteligência em parte porque gosta que sua elegância seja observada. E quem sou eu, vivendo no meio da história, para dizer ao universo que ele, ou a minha observação dele, é temporária?”

“Eu te amo no presente do indicativo.”

“A tristeza não nos muda, Hazel. Ela nos revela.”

10 de abril de 2014

Do Dia que Eu Ganhei um Poema no Supermercado

Quem é belo
é belo aos olhos
- e basta.

Mas quem é bom
é subitamente belo


Safo, Líricas em Fragmentos, Vega, 1991.

5 de março de 2014

Will Macavoy

"Let me just say, I think you should. I think you should say yes. But no matter what you say, there’s no chance I am ever gonna hurt you again. And no matter what you say, I am gonna be in love with you for the rest of my life. There’s no way out of that. That’s just a physical law of the universe. You own me. No matter what you say, I will never stop."

The Newsroom S02E09

29 de janeiro de 2014

Uma Mente sem Lembranças

"How happy is the blameless vestal's lot! / The world forgetting, by the world forgot / Eternal sunshine of the spotless mind! / Each pray'r accepted, and each wish resign'd"

27 de janeiro de 2014

Soneto LXVI (Pablo Neruda)

No te quiero sino porque te quiero
y de quererte a no quererte llego
y de esperarte cuando no te espero
pasa mi corazón del frío al fuego.

Te quiero sólo porque a ti te quiero,
te odio sin fin, y odiándote te ruego,
y la medida de mi amor viajero
es no verte y amarte como un ciego.

Tal vez consumirá la luz de enero,
su rayo cruel, mi corazón entero,
robándome la llave del sosiego.

En esta historia sólo yo me muero
y moriré de amor porque te quiero,
porque te quiero, amor, a sangre y fuego.

16 de janeiro de 2014

Sobre raposas e flores e príncipes e como tudo se repete até ser diferente

A princesa disse para O Pequeno Príncipe

"Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu também não tens necessidade de ti. E tu também não tens necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo..."

26 de outubro de 2013

Mad About You - 4a Temporada - Episódio 24

Jamie: No, because you liked it. Me not being around. It was ok for you to not be around. Everything was even. Nothing would be your fault.
Paul: What wouldn't be my fault?
Jamie: Whatever is wrong with us-- however much we drift apart, however much we don't talk.
Paul: When don't we talk? Come on.
Jamie: In the last three months how many times have we eaten dinner together? How many times have we done something fun on a weekend? When did we last make love because we wanted to, not because it was good clinical timing? Tell me.
Paul: When? I don't know.
Jamie: Is that what you want out of marriage? Don't you think we deserve better? Paul: First, I don't know anybody who talks more than we do. I wouldn't want to.
Jamie: We're talking, but nobody is saying the nasty, old, ugly truth.
Paul: Which is what?
Jamie: This isn't working. I reach out for you, you're not there. I'm certainly not there for you.
Paul: You've been working—
Jamie: I've been working. You've been working. We're killing ourselves, saving and planning, and for what? For this baby that's not coming. We've been trying a year. It's not happening.
Paul: Is that my fault?
Jamie: No, it's not. God, what is wrong with you? It's like you're a child.

[…]

Paul: I don't know how to be a better husband. I really don't, and I think I'm pretty damn good.
Jamie: You are.
Paul: Thank you.
Jamie: And so am I.
Paul: Yes, you are. Yes, of course.
Jamie: I think we're both pretty damn good.
Paul: And yet, nobody here is happy.
Jamie: I told you.
Paul: What?
Jamie: I told you when I met you. Two people together forever-- it's not realistic. I think it's I think it's too hard.
Paul: Yes, it is. [breathes deeply] yes, it is. So maybe this is it. We gave it our best shot. This is as far as we got. It's a lot farther than most people get, you know.
Jamie: Maybe.
Paul: Really?
Jamie: I don't know how to do better than this.
Paul: So..
Jamie: So..
Paul: Hum, would you do me a favor, and would you tell your sister that I'm sorry? I--I don't--..
Jamie: Ok..

___

Aí acaba a série. Não tem aquela parte depois que eles ficam juntos pra sempre. É assim que acontece na vida real.

22 de outubro de 2013

Bones and Booth Vows


Booth's Vows: ''Do you remember the last time that we were here? Standing right around this spot, it was right in the beginning before we really knew each other... I was trying to get away from you because you were irritating me and you chase me down and you caught up to me and I said to you 'hey listen, I just have to get all my ducks in a row', and then you said to me... Brennan: 'I can be a duck!' Booth: We have been chasing each other for a long time. We've been chasing each other through wars and serial killers and ghosts and snakes. Chasing you has been the smartest thing I've ever done in my life and being chased by you has been my greatest joy. But now, we don't have to chase each other because we caught each other.'' 

Brennan's Vows: ''When Hodgins and I were buried alive, we each wrote a message to someone we loved in case our bodies were ever found. Hodgins wrote to Angela and I wrote to you. Dear Agent Booth, you are a confusing man. You are irrational and impulsive, superstitious and exasperating. You believe in ghosts and maybe even Santa Claus and because of you I've started to see the universe differently. How is it possible that simply looking into your fine face gives me such joy? Why does it make me so happy that every time I try to sneak a peek at you, you're already looking at me. Like you it makes no sense, and like you, it feels right. If I ever get out of here, I will find a time and place to tell you that you make my life messy and confusing and unfocused and irrational and wonderful. This is that time, this is that place.''

15 de outubro de 2013

Viver por inércia: continue deixando que as pessoas tomem iniciativa por você.

3 de outubro de 2013

Aves e Cores

Ando tão verborrágica esses dias que tô mais pra uma arara pintada de verde do que o urubu do Mario Quintana. Esse excesso de coisas pra dizer não passam de nada pra dizer, mas a vontade de saber se estou sendo ouvida e se serei ouvida quando chegar a hora de dizer o que estou ensaiando. Ensaios diários que ainda não me garantiram a coragem e o fim do nervosismo. Preciso dizer o que Cazuza precisava dizer enquanto abria e fechava a geladeira. Preciso dizer que essa geladeira já deve ter queimado de tanto tê-la aberto nas madrugas insones da minha dúvida. Preciso calar, pois quando hei de chegar a hora, o momento, o segundo que antecede o desabafo, irei desistir. Irei voltar acuado como um cachorro que corre em direção ao mar e volta ao descobrir que é água e que sempre teve medo de água. Ando tão verborrágica que minha cabeça não aguenta mais palavras e frases no contexto desconexo da minha esperança. Esse vômito mental de palavras me consome e me impede de usar essas palavras para as funções do dia a dia. Quero voltar a pensar, a raciocinar, a me importar com frivolidades. Quero voltar e me importar com o que importa, antes que não importe mais.

1 de outubro de 2013

Anúncio Atrasado, mas antes tarde do que mais tarde

Senhoras e senhores,

Com imensa satisfação que anuncio O Fim. Com data programada para o começo do ano, O Fim teve que ser adiado repetidas vezes por falta de estrutura física e emocional para a prática efetiva do desapego. Logo após a morte da esperança em meados de Julho, nossa equipe ficou desfalcada e sem perspectivas de futuro para lutar. Sendo assim, não houve outra opção além de declarar O Fim como a melhor saída. A satisfação em anunciá-lo encontra-se, pois, no desejo da mudança ao almejar um novo rumo para o conjunto da obra. Obra esta que encontra-se em exposição para avaliação dos críticos. Ora, pois, deixe que digam, que pensem e sobretudo que calem.

29 de setembro de 2013

Eu consigo olhar na cara da pessoa que eu acho mais massa nesse mundo todo e não quero mais parar.